A história das Histórias em Quadrinhos

Esta última quarta-feira (30) foi o dia das Histórias em Quadrinhos nacionais. Então que tal falarmos um pouco sobre esse estilo de contar histórias que mudou a vida de tantas pessoas de diversas gerações?

Muito além da dualidade Marvel e Dc Comics, existem diversas Histórias em Quadrinhos que fizeram fama em diversas partes do mundo, como Tio Patinhas, Bucky Rogers, etc. Aqui, no Brasil, a turma da Mônica marcou História. Ainda em alta no mercado, as Histórias em Quadrinhos, também conhecidas simplesmente como HQs, têm suas origens que datam tempos distantes.

Na realidade não é possível indicar um ponto específico na linha do tempo da História que represente o nascimento das HQs. Mas o fato é que contar histórias através de desenhos faz parte de um dos modos mais antigos do ser humano de se expressar. Em épocas remotas, os homens das cavernas já se comunicavam através de pinturas rupestres, representando com elas um pouco da jornada diária deles, por diversas razões que ainda são alvo de reflexão por parte dos arqueólogos. Os gregos e os egípcios também contavam histórias a partir de sequências de figuras desenhadas. Tempos depois, as igrejas medievais retratavam em seu interior os momentos da vida de Jesus na Terra.

Os exemplos citados acima podem ser considerados como ancestrais das Histórias em Quadrinhos como a conhecemos hoje, que se baseiam no uso ambivalente de textos e imagens, normalmente acompanhadas de balões para os diálogos. O casamento entre recursos linguísticos (relacionados ao texto) e pictóricos (relacionados à imagem) é o que forma a identidade das Histórias em Quadrinhos.

Mas, se não é possível identificar um dia específico em que as Histórias em Quadrinhos, no sentido amplo da palavra, nasceram no mundo, é possível, ao menos, eleger alguma obra como a pioneira no formato das HQs como a conhecemos hoje? A resposta é sim. E o mérito recai sobre Richard Outcault, autor e ilustrador norte-americano que se inspirou em algumas sequências visuais de histórias que haviam sido feitas até então para introduzir balões de fala na criação da sua HQ conhecida como “The Yellow Kid”, em 1895, mais ou menos quando o cinema estava nascendo também.

A inovação fez tanto sucesso que The Yellow Kid acabou sendo disputado pelos jornais nova-iorquinos mais prestigiados da época. A obra influenciou diversos outros autores na criação de novas HQs em estilos parecidos, até surgir a insondável variedade de estilos, formatos de história e gêneros de HQs que existem atualmente. Desde então, as HQs nunca mais pararam de deixar suas próprias marcas no mundo.

Um comentário em “A história das Histórias em Quadrinhos

  • 07/03/2019 em 01:48
    Permalink

    Generic Levitra No Prescription cialis Cialis 5mg Filmtabletten Bestellen Pastillas Viagra Venta Cialis Prix 10mg

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *