Top 10: O Rei do Pop

Nesta última semana, o mundo da música comemora o aniversário de 60 anos de um dos maiores ícones da Cultura Pop e Showbizz: Michael Jackson. 

Com 26 álbuns de estúdio lançados, a partir do seu primeiro disco de 1972, MJ é maior influenciador do Mundo Pop após os Beatles. Deu as cartas no mercado e indústria fonográfica – mesmo após seu falecimento em junho de 2009. Ainda hoje, é o artista de maior referência com seus clipes e marcantes performances ao vivo, que provocava histéricas reações de multidões de fãs.

Para celebrar a chegada do Artista do Milênio à sua sexta década, selecionamos alguns de seus maiores clipes que marcaram épocas distintas (deu um trabalhinho, mas foi muito massa!). Confira o nosso Top 10:  

 

10) You Are Not Alone

Single do seu álbum HIStory, de 1995, foi um dos principais sucessos daquele ano. O clipe chamou mais atenção por seguir um padrão do qual MJ não costumava trabalhar – uma pegada mais lenta e melosa, além de aparecer com pouca roupa ao lado de sua então esposa Lisa Marie Presley

 

9) They Don’t Care About Us

Filmado aqui no Brasil em 1996, no Rio de janeiro e em Salvador, foi um dos principais eventos que ocorreu em território nacional naquela década. Dirigido por Spike Lee, a canção trata do descaso de governos nacionais com seus povos. A vinda de Michael causou um enorme alvoroço de mídia e nas cidades em que houve as filmagens. E nada ficou de fora na edição final – nem a famosa queda que MJ sofreu ao ser abraçado por uma fã

 

8) Remember the Time

Segundo clipe do álbum Dangerous, lançado em 1991, tem a participação especial de astros como o ator Eddie Murphy e jogador de basquete Earvin “Magic” Johnson. Dirigido por John Singleton, seguiu a tendência ditada pelo próprio Michael, repleto de dança aliada a muita tecnologia e efeitos especiais

 

7) Rock With You

Segundo clipe do álbum Off of Wall, de 1979, é considerada pela crítica um dos melhores singles da primeira fase da carreira solo de MJ. Dirigido por Bruce Gowers, Rock With You não pode faltar em nenhuma playlist de balada temática Disco

 

6) Smooth Criminal

Última faixa do álbum Bad, o clipe é um derivado do longa-metragem Moonwalker, lançado em 1989, e contou com a estréia do icônico passo anti-gravity lean de Michael. É inspirado pelo número de dança de Girl Hunt Ballet de Fred Astaire, no filme A Roda da Fortuna (The Band Wagon). Smooth Criminal foi eleito o Melhor Clipe no BRIT Awards, na Broadcast Film Critics Association e no People’s Choice Awards’89

 

5) Don’t Stop ‘Til You Get Enough

Primeiro videoclipe da carreira solo de Jackson, mostra o cantor triplicado cantando e dançando a canção homônima em traje de gala sobre figuras geométricas produzidas em chroma key sobre um palco – o que foi considerada uma inovação para a época. Primeiro single de grande sucesso do álbum Off The Wall, é considerado pela crítica como um dos cinco melhores clipes de toda a carreira de MJ. Aqui no Brasil, ele é marcado até hoje como tema de abertura do programa de TV Video Show

 

4) Beat It

Segundo single lançado do álbum Thriller, Beat It ajudou a promover a imagem de Jackson como um ícone da música pop internacional. Além disto, foi um dos mais caros vídeos musicais de sua época, tendo custado mais de 150 mil dólares. O clipe, que inclui uma cena de Michael e sua gangue fugindo e posteriormente lutando contra uma gangue rival, teve como locação o bairro de Skid Row, em Los Angeles. Teve a participação especial de Eddie Van Halen, autor do icônico solo de guitarra do hit

 

3) Billie Jean

Primeiro single e videoclipe de Thriller, lançado em janeiro de 1983, é considerado o principal carro-chefe da então pouco conhecida MTV. É um dos primeiros vídeos musicais estrelados por um artista afro-americano a ser transmitido regularmente pela emissora. Trajando um terno preto, MJ dança sobre pisos iluminados em uma cidade aparentemente deserta. Dirigido por Steve Barron, está ranqueado no seleto grupo dos 100 Melhores Clipes de Todos os Tempos da MTV Americana:

 

2) Bad

Clipe de incríveis 18 minutos de duração, foi escrito pelo romancista e roteirista Richard Price e dirigido por nada mais, nada menos Martin Scorsese. Primeiro clipe do álbum homônimo, tem como pano de fundo os diversos problemas urbanos e raciais das gangues nos anos 80, tecendo inúmeras referências ao premiado filme-musical Amor Sublime Amor (West Side Story), de 1961. Bad foi nomeado o segundo maior curta-metragem de Michael pela revista Rolling Stone em 2014:

 

1) Black or White

Dirigido por John Landis e com participações especiais de ator Macaulay Culkin (do filme Esqueceram de Mim) e dos Simpsons, foi lançado em escala mundial em 11 de novembro de 1991, tendo uma inigualável audiência de 500 milhões espectadores simultâneos (incluso aqui no Brasil, tendo exibição exclusiva no Fantástico). Seguindo o padrão em produzir seus videoclipes em formato de curta-metragem e de lançar inovações tecnológicas, Black or White foi uma espécie de resposta à grande polêmica em torno do clareamento de sua pele. Primeiro trabalho do álbum Dangerous, é unânime que este faz parte do Top 3 dos melhores clipes de clipes de MJ de todos os tempos:

 

Menção Honrosa – Thriller

Dirigido por John Landis e com participações da atriz Ola Ray e do mestre do gênero de terror/horror Vincent Price, Thriller é o seu primeiro clipe em formato de curta-metragem, com 14 minutos de duração. Revolucionou permanentemente o gênero de videoclipes, aclamado como o maior de todos os tempos pela MTV, VH1, Rolling Stone e outros veículos. É também o único vídeo musical selecionado para ser incluído no prestigiado National Film Registry, da Biblioteca do Congresso Nacional dos Estados Unidos. Thriller é um caso à parte – o mundo da música não foi mais o mesmo após seu lançamento, em novembro de 1983:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *