Dia Internacional do Rock | Cantoras e Bandas Femininas que deixaram sua marca

Nesta sexta-feira, 13 de julho, é celebrado o Dia Internacional do Rock, gênero musical que surgiu na segunda metade do século XX e que se perpetuou até os dias atuais. Em seu início, havia uma maciça presença masculina, porém, felizmente, isso vem mudando ao longo dos tempos. A seguir, confira alguns exemplos de cantoras, vocalistas e bandas de rock que são compostas por mulheres, que deixaram sua marca no gênero, seja no Brasil, ou lá fora:

Cássia Eller

Uma das maiores revelações do Rock Nacional e da MPB dos anos 90, Cássia Rejane Eller ganhou terreno rapidamente no showbizz nacional. Com letras fortes e parceiros de peso, entre eles, Nando Reis, estourou com Por Enquanto e Malandragem em 1990 e 1994. Com uma genialidade fora da curva, fez apresentações antológicas em Festivais como Hollywood Rock e no Acústico MTV, seu último trabalho antes de falecer em 28 de dezembro de 2001. Ainda teve lançado seu álbum póstumo, 10 de Dezembro, em 2002, que teu seu hit No Recreio:

 

Janis Joplin

Janis Lyn Joplin, cantora e compositora norte-americana nascida em Port Arthur, em 19 de janeir de 1943, é referenciada como a Rainha do Rock and Roll, a maior cantora de rock dos ans 60 e a maior cantora de blues and soul de sua geração. Dona de uma poderosa e marcante voz, alcançou o auge no fim da década de 60, como vocalista da Big Brother and Holding Companye, e posteriormente, como artista solo, acompanhada de suas bandas de suporte, a Kozmic Bluese a Full Tilt Boogie. Janis está inclusa entre os 100 maiores artistas de todos os tempos.

Viveu intensamente até seus últimos dias, quando foi encontrada sem vida em 4 de outubro de 1970, em Los Angeles,  causada por overdose de heroína e álcool. Ela faz parte do seleto grupo da “Turma dos 27”, artistas que ascenderam com sua genialidade em suas composições musicais e que partiram quando chegaram aos 27 anos de modo trágico, como Jimmy Hendrix, Jim Morrison, Kurt Cobain e Amy Winehouse. A seguir, um de seus clássicos, Cry Baby:

L7

Banda estadunidense de Los Angeles formada por Donita Sparks, Suzi Gardner, Jennifer Finch e Demetra Plakas, foi a primeira banda de Heavy Metal formada exclusivamente por mulheres. O nome “L7” deriva-se de uma gíria nos Estados Unidos para “quadrado” (que seria a forma resultante de se colocar um “L” formado pelo dedo indicador e polegar esquerdos com um “7” formado pelos dedos polegar e indicadores direitos). Iniciaram suas atividades em meados de 1985, mas somente no início dos anos 90 conseguiram emplacar o seu mais conhecido hit, Pretend Were Dead (clip abaixo). A banda aparentemente se desfez em 2000, mas seu fim não foi declarado oficialmente. Em 2014 a banda anunciou seu retorno às atividades, porém no momento, se encontram em stand by.

Elastica

Conjunto musical inglês de britpop,  gênero que mescla rock e pop, muito popular no Reino Unido na década de 90, formado por Justine Frishmann após deixar o Suede em 1991. Frischmann recrutou os demais membros da banda: Justin Welch (bateria), Annie Holland (baixo) e Donna Matthews (guitarra). Alcançou o auge do sucesso em 1994 com Connection (abaixo a versão alternativa de seu clip, que recebeu restrições por parte da MTV Europa) e Waking Up, de seu álbum homônimo. Porém, constantes problemas de relacionamento e com o consumo de drogas e álcool atrapalharam o lançamento do segundo álbum The Manace, que só foi lançado em 2000. Em setembro de 2001, encerraram suas atividades.

No passar dos anos, surgiram novas artistas femininas, tanto em território nacional, quanto internacional. Por aqui, o grande destaque é Pitty, que chegou aos 15 anos de carreira e vai cada vez mostra mais amadurecimento. Lá fora, em meados anos 90, tivemos Cranberries – que infelizmente, sua vocalista e líder, Dolores O’Riordan faleceu no início do ano – Hole, liderada por Courtney Love, a viúva de Kurt Cobain, e mais recentemente, novas bandas como The Ting Tings, Mommy Long Less e Deep Vally. Sem esquecer de outras grandes referências, como Rita Lee, Stevie Nicks e Chrissie Hynde, vocalista do The Pretenders. E que continuem surgindo novas bandas e vocalistas femininas, e cantoras no mundo do Rock.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *