Crítica | A Torre Negra

Por Rayane Santos

Inspirado na obra literária do renomado Stephen King, o filme A Torre Negra teve como objetivo resumir os oito volumes da série homônima em apenas 1 hora e 35 minutos.

Dirigido por Nikolaj Arcel, a trama buscou reunir pontos principais e referenciais dos personagens na tentativa de mantê-la fidedigna a série, ou pelo menos sustentar a sua essência. Contudo ao enxugar a saga, a história perde parte do conteúdo tanto da história quanto dos personagens que, entre um corte ou outro, não conseguem se desenvolver e aprofundar do modo que ocorre nos livros.

O roteiro tenta manter o “jogo” de Stephen com os mundos divergentes, o atual, o moderno e o faroeste no mesmo instante. No filme, a linha temporal fica confusa e bastante enxuta, a ponto de fazer o espectador perder a noção do tempo, além de desumanizar um pouco os personagens em certas situações, sendo elas mal explicadas ou sequer esclarecidas. Ademais, o enredo caminha para a briga clássica do bem contra o mal, para o drama superficial, para as cenas de ação e, não menos importante, para o óbvio; tornando-o não muito diferente dos muitos outros filmes de heróis e vilões.

Um pouco decepcionante, por se tratar de uma adaptação da série do Stephen King com uma história rica em detalhes e sendo eles notavelmente ausentes no filme. De fato, faltou a combinação com o público esperado (geralmente os leitores do autor) ou, na verdade, com um público específico, podendo assim agradar mais a quem desconhece a obra original.

Acredito que, assim como as outras sagas que foram adaptadas para as telonas, se A Torre Negra procurasse reproduzir um filme por vez, respeitando a ordem dos livros, o resultado seria muito mais satisfatório e o longa não teria apenas referências superficiais. Poderiam, consequentemente, ter um aprofundamento e desenvolvimento melhores.

Dia do lançamento: 24 de agosto de 2017

Nota do crítico: 2 Peixeiras de Luz (Razoável)

Sinopse

Um pistoleiro chamado Roland Deschain (Idris Elba) percorre o mundo em busca da famosa Torre Negra, prédio mágico que está prestes a desaparecer. Essa busca envolve uma intensa perseguição ao poderoso Homem de Preto (Matthew McConaughey), passagens entre tempos diferentes, encontros intensos e confusões entre o real e o imaginário. Baseado na obra literária homônima de Stephen King.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *